Radio Liberdade

Publicidade



  • Radio Liberdade
  • Radio Liberdade

Governo ultrapassa meta do MS da campanha contra Gripe A

Publicado em 21.07.2012
Governo ultrapassa meta do MS da campanha contra Gripe A

O Governo do Estado ultrapassou a meta preconizada pelo Ministério da Saúde de vacinar 80% da população contra a Gripe A.

De acordo com o Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), até agora já foram imunizadas 541.689 pessoas de um total de 636.595, o que corresponde a 85,09%.

De todos os grupos prioritários apenas as gestantes ainda não atingiram a meta, cujo percentual até agora é de 76,30%.

Em todo o Estado, mais de mil postos de saúde administrados pelas secretarias municipais de saúde estão aplicando as vacinas.

A SES ainda está disponibilizando o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (Crie), no Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa, que é administrado pela Secretaria, e está aplicando as vacinas nas pessoas com indicação médica que estejam fora dos grupos prioritários.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Missânia Moreira, o índice de cobertura vacinal é maior com relação aos trabalhadores em saúde, com 136,98%, seguido dos indígenas, com 92, 89%; crianças (de seis meses a menores de dois anos), com 92,17% e os idosos acima de 60 anos com 80,90%. "A campanha foi aberta no último dia 5 de Maio e ainda não tem data para terminar e, por isso, fazemos um apelo às gestantes que compareçam aos postos de vacinação para tomarem a vacina”, disse Missânia Moreira.

Além da Paraíba, os estados do Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Tocantins, Alagoas, Ceará, Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul também não atingiram meta de vacinar 80% das gestantes.

Em 2011, a SES conseguiu superar a meta preconizada pelo MS e vacinou 87,21% do público alvo da campanha. Apenas dois grupos tiveram vacinação abaixo da meta: os indígenas, com 78,68% vacinados, e as gestantes, 60,74%. "O Ministério da Saúde e a SES reforçam o apelo às gestantes para que participem da campanha porque são elas que mais resistem à vacinação. O Programa Nacional de Imunizações vem registrando que esse público ainda deixa de se vacinar e, por isso, está reforçando o convite”, enfatizou Missânia Moreira.
 

FONTE: SECOM PB

comentários